Chamada por muitos especialistas como a terceira geração de criptomoedas, a Cardano (ADA) é um dos ativos digitais que mais têm se destacado no mercado, ficando, inclusive, entre as 5 principais criptos em termos de capitalização.

Além de seu token nativo, o ADA, a Cardano também funciona como uma plataforma que integra diversas funcionalidades em um único lugar. Além disso, seu protocolo permite com que os usuários possam desenvolver projetos descentralizados, como marketplaces, corretoras, e-commerces e assim por diante.

No texto de hoje, você vai conhecer um pouco mais sobre essa moeda, bem como entender como ela funciona e para que serve. Acompanhe a leitura!

cardano-ada

O que é Cardano (ADA)

A Cardano é uma blockchain que funciona de forma diferente que o do Bitcoin, criptomoeda mais conhecida do mercado.

Enquanto a plataforma de sua concorrente funciona num sistema proof-of-work, a da Cardano é toda baseada em proof-of-stake, o que dá mais agilidade na hora de realizar transações. Além da rapidez, o projeto também tem como objetivo criar uma sociedade mais transparente, segura e justa, visto que permite que suas estruturas sejam redistribuídas para as margens dos indivíduos.

Por querer unir as melhores características e funcionalidades das criptomoedas já existentes no mundo todo e oferecer melhores soluções na hora de resolver seus problemas, o projeto da Cardano acabou sendo definido como a terceira geração de criptomoedas. 

Para entender um pouco mais sobre cada geração das criptos, fizemos um breve resumo para você:

1ª Geração: com a Bitcoin dando início ao mundo das criptomoedas, todas as outras que foram desenvolvidas a partir do seu código-fonte são consideradas componentes dessa geração. Além disso, outro ponto que a caracteriza é a questão do comprovante de trabalho da mineração.

2ª Geração: após o sucesso da Bitcoin, um novo projeto surge: a Ethereum 一 e com um conceito mais revolucionário ainda, visto que possuem contratos inteligentes em sua blockchain.

3ª Geração: nova fase evolutiva das criptomoedas, a 3ª geração traz consigo a escalabilidade
como prioridade central, bem como a incorporação de transações crosschain com outras moedas.

Portanto, em resumo, a Cardano é considerada como a 3ª geração de criptomoedas pelo fato de não ter sido bifurcada das outras duas (Bitcoin e Ethereum), mas sim criada a partir de um outro código-fonte.

De onde e como surgiu a Cardano (ADA)?

Fundada por Charles Hoskinson, um dos cofundadores da rede Ethereum, a Cardano surgiu no mercado no ano de 2017 e possui como token nativo o ADA.

Projetada para que seus usuários tenham participação ativa na operação da rede, a Cardano (ADA) era conhecida por IOHK no início, pois foi lançada pela empresa de mesmo nome, responsável pelo desenvolvimento de parte da criptografia que a plataforma possui.

Sua blockchain é baseada em camadas, o que traz vantagens às pessoas, e, assim como as demais redes, funciona a partir da descentralização de movimentações financeiras.

Para que a Cardano (ADA) serve?

Bastante inovadora com relação às outras plataformas, a Cardano foi toda desenvolvida para solucionar os principais problemas que outras criptomoedas possuíam, incluindo a Bitcoin. Dessa forma, seu objetivo principal é entregar ao mercado financeiro a ferramenta ideal quando o assunto é criptomoeda.

Dentre suas funcionalidades, a Cardano oferece o seguinte:

– Integração de serviços de pagamentos;

– Leitura e execução de contratos inteligentes;

– Sua própria criptomoeda, o ADA.

Sobre esse último ponto, isto é, sua moeda digital, a Cardano possui uma blockchain capaz de enviar e receber valores por meio de transações extremamente rápidas e seguras 一 assunto que iremos abordar mais para frente. 

Como funciona a blockchain da Cardano (ADA)?

Desenvolvida de forma diferente das demais, a blockchain da Cardano conta com duas camadas separadas:

1. Liquidação: já concluída, a camada de liquidação é a que permite que os usuários enviem e recebam ADA;

2. Computacional: ainda em desenvolvimento, a camada computacional é aquela que dá permissão para que os usuários criem e se registrem em contratos inteligentes.

A seguir, você confere um pouco mais sobre o funcionamento dessa blockchain.

Proof-of-stake (PoS)

A blockchain do tipo proof-of-stake (PoS) surgiu para solucionar alguns problemas que a proof-of-work (PoW) apresentava. Um exemplo disso é a questão dela não necessitar de hardwares de alto poder computacional.

Apesar das duas redes serem uma blockchain, a forma que funcionam é diferente. A seguir, você pode conferir as etapas que baseiam o funcionamento do sistema PoS:

1. A rede seleciona de maneira aleatória alguns nodes (nós) para minerar novos blocos;

2. A blockchain é dividida em Slots, que, por sua vez, são agrupadas em Epoch Blocks;

3. Os líderes de cada Slot (ou seja, aqueles nodes selecionados na etapa 1) são capazes de minerar um Epoch ou uma subpartição dele. Cada participante que ajuda a minerar uma Época recebe uma recompensa;

4. Um Epoch pode ser dividido infinitas vezes. Em outras palavras, em teoria, a blockchain da Cardano é capaz de executar quantas transações forem necessárias sem atingir um número máximo estipulado.

Ouroboros

A blockchain da Cardano é protegida por um protocolo chamado Ouroboros. Esse protocolo, que também funciona de forma PoS, é capaz de melhorar a segurança fornecida pela rede PoW, além de gastar menos energia em seus processos.

Quais as diferenças entre Cardano (ADA) e Bitcoin (BTC)?

Não é apenas no tipo de blockchain que a Cardano e a Bitcoin se diferenciam. Diante disso, selecionamos alguns tópicos para explicar mais detalhadamente para você sobre essas diferenças.

Embasamento e desenvolvimento científico

O projeto da Cardano foi todo pautado em metodologias científicas, contando com o apoio de engenheiros, desenvolvedores e cientistas de diferentes áreas do conhecimento.

Toda a documentação que envolve sua construção e mudanças está presente no site da IOHK, atualizada e avaliada periodicamente.

Estrutura segmentada do Blockchain

Pela blockchain da Cardano (ADA) ser dividida em duas camadas, as alterações podem ser realizadas sem interferir no funcionamento eficaz das transações.

Oferta inicial de moedas (ICO)

Atualmente, boa parte das criptomoedas existentes utiliza a ICO como meio de arrecadar fundos, coletando dinheiro logo no início do projeto para que seus desenvolvedores o gastem como quiserem. Porém, a Cardano não acredita que esse jeito seja o melhor.

Desde o início, a Cardano se propõe a lançar tokens com contratos inteligentes de tempos em tempos para que uma porcentagem das taxas de transações seja armazenada em um cofre. Dessa forma, esse dinheiro pode ser usado em futuras alterações nos protocolos que forem votadas pela comunidade. 

Além de garantir maior sustentabilidade no projeto, esse tipo de ICO também traz mais segurança, transparência e confiança aos investidores.

Protocolo de Consenso e emissão de novas unidades da moeda

Quando se fala em Bitcoin, novas “emissões” da moeda acontecem por meio da mineração. No entanto, no caso da Cardano, não existe mineração.

Com o sistema proof-of-stake, a Cardano abre uma votação para que a comunidade opine sobre possíveis forks ou atualizações no projeto, proporcionando a ela uma voz bem mais ativa e participativa em todos os processos.

Quais as vantagens da Cardano?

Fora as diferenças com a Bitcoin, a Cardano também apresenta algumas vantagens. 

Conheça quais são:

Alta adaptabilidade

Como a blockchain da Cardano é dividida em duas camadas, as alterações necessárias podem ser feitas sem que seja necessário um hard fork. Ademais, os contratos inteligentes permitem que apenas algumas informações específicas sejam alteradas, sem comprometer, portanto, as demais.

Blockchain em camadas

Com a divisão de camadas na blockchain, a Cardano consegue processar, simultaneamente, as negociações ADA e também os contratos inteligentes. 

Descentralizado

Assim como boa parte das criptomoedas, a Cardano também é descentralizada, isto é, não possui nenhum órgão que regulamenta suas transações e emissão de tokens.

Facilidade no acesso a serviços financeiros

Um dos objetivos da Cardano é democratizar o acesso da população a alguns serviços financeiros 一 e é até por isso que ela possui em sua própria plataforma diferentes funções.

Nova geração de criptomoeda

Por encabeçar uma nova geração de criptos no mercado, a Cardano apresenta algumas vantagens com relação às outras criptomoedas, tais como: escalabilidade, cooperação crosschain e governança incorporada ao sistema central.

Velocidade nas transações

Um dos pontos mais delicados de outras criptomoedas é a dificuldade de escalar as suas transações. Por isso, a Cardano faz questão de reivindicar que é capaz de processar de 50 a 250 transações por segundo.

A Cardano é segura?

A Cardano, além de ser criptografada, é desenvolvida por uma equipe científica que é especialista na função. Sendo assim, sua segurança e governança são superiores ao da Ethereum.

Outro ponto que pode confirmar sua segurança eficaz é com relação ao seu staking, visto que é a partir dele que o Ouroboros irá decidir quem deve adicionar o próximo bloco ao blockchain (a partir da quantidade de ADA que um usuário delega a um determinado pool).

Por fim, as suas camadas separadas também são garantias de segurança, já que uma funciona para transações de sua criptomoeda e outra para os contratos inteligentes.

Quantas Cardano existem?

Estima-se que existe um suprimento de 45 bilhões de Cardano (ADA). Desse número, algumas já foram destinadas:

– 2,5 bilhões para a IOHK, empresa que desenvolveu a blockchain da Cardano;

– 2,1 bilhões para o Emurgo, empresa que serviu como entidade fundadora do protocolo;

– 648 milhões para a Fundação sem fins lucrativos da Cardano, a qual promove a plataforma e aumenta sua adoção.

Como comprar Cardano (ADA) na Monnos?

Com a Monnos, você compra e vende cripto de maneira fácil e rápida. Afinal, somos a exchange com o processo de negociação de criptomoedas mais simplificado do mercado brasileiro!

Além da Cardano, temos disponíveis em nossa plataforma mais de 60 criptos, o que nos torna o maior portfólio do país. E para comprá-las, é muito fácil: basta escolher a moeda que você tem sob custódia e a que você quer comprar. Simples assim. O resto é a ferramenta que faz para você!

Então baixe o nosso aplicativo, cadastre-se e comece a fazer suas primeiras transações!

Quanto vale 1 Cardano?

Com classificação #5 no CoinMarketCap, a Cardano, hoje, está sendo cotada em R$ 9,43. 

Caso queira aprender mais sobre como investir em criptomoedas, clique aqui e confira o nosso artigo sobre o assunto.

Conclusão

Junto às outras criptomoedas que existem no mercado, a Cardano (ADA) existe para que a sua liberdade financeira seja conquistada. E foi para te ajudar nessa causa que a Monnos foi criada!

Em nosso blog, você encontra outros artigos sobre o mundo das criptomoedas e, em caso de alguma dúvida, conte com a gente!