ASIC

Um application-specific integrated circuit (ASIC), que quer dizer circuito integrado específico de aplicação (ASIC),  é um hardware, um equipamento, projetado para a mineração de uma criptomoeda.

Mais especificamente, é um chip.

Mas, o que seria “minerar”? É o processo de analisar as transações que estão em um bloco, para depois adicionar o bloco a uma “corrente de blocos” (blockchain), na qual as transações ficarão para sempre registradas e estão concluídas.

Acontece que esse processo envolve dar a resposta de problemas matemáticos – e somente o primeiro a dar a resposta certa tem lucro pela mineração. Há, portanto, uma competição para ser o primeiro nessa corrida – e isso implica que tem mais poder de computação tem melhores chances.

A necessidade do ASIC

Originalmente, mineradores podiam minerar com sucesso utilizando apenas unidades centrais de processamento (CPUs) de laptops ou computadores comuns.

Conforme a competição cresceu, foi necessário melhorar o poder computacinal para conseguir lucro. Então, o uso de unidades de processamento gráfico (GPUs) começou a se popularizar. Entretanto, os ASICs superaram os dois. Aliás, é importante mencionar que um chip ASIC é feito para uma moeda específica – ou seja, um feito para minerar Bitcoin não irá funcionar para minerar Ether.

Antes de investir em uma plataforma de mineração ASIC, aqui estão alguns fatores a serem considerados:

Considerações sobre ASIC

– Que moedas podem ser extraídas?

Entre as as moedas criptográficas que podem ser mineradas com ASICs estão Bitcoin, Litecoin, Monero e Ether. GPUs conseguem minerar uma variedade maior de criptomoedas, justamente porque o ASIC é específico.

– Localização da plataforma:

ASICs são mais barulhentos e geram muito mais calor que GPUs. Isto significa que a casa de uma pessoa não é o local ideal para colocar um ASIC para funcionar – a não ser talvez no porão ou na garagem.

– Consumo de energia:

A última geração de ASICs é mais eficiente em termos energéticos do que as plataformas de GPU, mas consome uma grande quantidade de energia elétrica.

– Escolhendo um pool de mineração

Um pool de mineração é quando mineiros cooperam entre si e combinam a potência de seus equipamentos e recursos para minerar. Obviamente, eles compartilham o lucro da forma como acharem melhor, mas normalmente tomam como critério a porcentagem do poder de mineração.

– Retorno sobre o investimento:

Afinal, vale a pena investir e compar ASIC? Como acontece com toda boa pergunta, a resposta é: depende. Depende do custo da eletricidade, do custo do ASIC pelo qual você se interessou (pode chegar a cerca de 100 mil reais ) e da cotação da criptomoeda que você deseja minerar (além das suas expectativas sobre quanto ela irá se valorizar no futuro).

  • O mempool é onde as transações válidas na rede do Bitcoin aguardam a sua confirmação. Quanto maior o mempool, maior o congestionamento.

  • Blockchain é um registro aberto (todos podem conferir) e imutável de dados, os quais podem ou não incluir transações.

  • Slippage é quando você não consegue executar uma compra pelo preço que pretendia e a compra acaba saindo mais cara que o esperado.

  • A sigla UTXO significa Unspent Transaction Output (Transação de Saída Não Gasta) é o saldo o usuário recupera na carteira após uma transação.

  • Market cap é a quantidade de dinheiro que custaria para comprar todas as unidades existentes de um determinado ativo.

  • P2P (peer-to-peer) no contexto de cripto, trata-se de transações entre dois indivíduos sem um intermediário, como uma corretora, por exemplo.

  • Moeda FIAT (ou moeda fiduciária) é a moeda emitida pelos bancos centrais de qualquer país. No Brasil, é o real. Nos USA, é o dólar, por exemplo.

  • O BEP-20 é o padrão de token da Binance Smart Chain. Na BSC, pode-se desenvolver Dapps, assim como os ERC-20, no caso da Ethereum.

  • DYOR vem do inglês "do your own research", ou seja, faça sua própria pesquisa. É muito usado por usuários de cripto.

  • Cold storage, ou armazenamento frio em português, é um termo usado para descrever sistemas de armazenamento de criptomoedas off-line.