AMM (Automated Market Maker)

AMM é uma sigla para Automated Market Maker, que em português seria Criador de Mercado Automatizado.

Você pode pensar no AMM como um “robô” que faz a cotação entre dois ativos (Bitcoin e reais, por exemplo).

Existem algumas centenas de pessoas querendo comprar Bitcoin em um site, enquanto outras centenas querem vender – então o “robô” diz qual é o preço de venda com base em alguns fatores.

Falando de maneira um pouco mais técnica, AMM é um tipo de protocolo que utiliza uma fórmula matemática para definir cotações, sendo que nem todos os protocolos utilizam exatamente a mesma fórmula.

A fórmula

A fórmula abaixo é uma das mais comumente usadas.

x * y = k

– X é quantidade do primeiro ativo do par disponível no pool de liquidez.

– Y é quantidade do segundo ativo do par disponível no pool de liquidez.

– K é uma constante fixa que relaciona os dois ativos.

Pools de Liquidez

Para você conseguir vender em uma corretora de ativos digitais, também conhecida no mundo das criptomoedas como exchange, é preciso que exista alguém do outro lado disposto a comprar. Essa facilidade para realizar transações é chamada de liquidez.

Já que o AMM é um recurso muito usado por exchanges descentralizadas, vamos entender como elas promovem a liquidez para seus usuários – e também o que são os tais pools citados na fórmula.

Esses pools são espaços controlados por smart contracts onde provedores de liquidez depositam ativos, os quais serão usados em transações, e em troca recebem recompensas.

Por exemplo, quando você vai para a Uniswap, que é uma exchange descentralizada, e deseja comprar Ether (ETH) pagando com USDC, o que acontece é o seguinte:

– Você informa quantos USDCs quer trocar por ETH.

– A Uniswap te oferece uma cotação usando a fórmula x * y = k

– Ao aceitar a cotação, a Uniswap pega seu USDC e o coloca no pool (aumentando a quantidade de USDC nele) e envia ETH para sua carteira (diminuindo a quantidade de ETH disponível no pool).

– Parte das taxas cobradas irão para a Uniswap e parte irão para os provedores de liquidez como recompensa por eles terem adicionado ETH e USDC no pool e possibilitado que você realizasse a compra.

Os provedores de liquidez

O papel dos pools de liquidez é vital. Sem eles, as transações perderiam muita agilidade.

Uma vez que um provedor de liquidez deixa seus ativos em um pool, ele tem custos de oportunidade, por isso recebe parte das taxas pagas pelos usuários de exchanges descentralizadas.

Em alguns casos, os provedores também podem receber outras “regalias”, como tomar decisões referentes a corretora.

Quando eles fazem um depósito, recebem um token que representa seu investimento, chamado de token de pool.

As taxas de negociação pagas pelos usuários que usam o pool são distribuídas automaticamente e de forma proporcional ao tamanho do investimento. Por tanto, um provedor que depositou 2% de todos os ativos presentes em um pool tem direito a 2% do valor total arrecado em taxas.

Quando um usuário deseja retirar seus ativos depositados no pool de liquidez, ele “queima” seus tokens e pode realizar o saque.

  • Um token é uma criptomoeda criada dentro de uma blockchain já existente. Diversos ativos pode ser tokenizados: ações, arte e muito mais.

  • Um Node na rede do Bitcoin é um computador conectado a blockchain e que verifica e valida as novas transações, sempre que elas acontecem.

  • A hash rate, também conhecida como hash power, é parte fundamental de qualquer cripto que possui consenso de proof-of-work, como o Bitcoin.

  • OBV

    OBV (On Balance Volume) é um indicador de análise técnica que relaciona volume com variações de preço.

  • Bag holder é um termo usado para definir alguém que manteve um ativo ao longo do tempo apesar da desvalorização constante de seu preço

  • Criptografia é um mecanismo usado para garantir a privacidade de dados. Converte texto simples legível por humanos em texto incompreensível.

  • Liquidez é a facilidade para converter um ativo em outro. Exemplo: se você tem um ativo e consegue vendê-lo rapidamente, esse ativo tem liquidez.

  • Uma Hot Wallet, ou “carteira quente”, é uma carteira conectada a internet. São amplamente usadas, mas oferecem menor segurança que as Cold Wallets.

  • Bearish ou Bear Market é quando o mercado está pessimista em relação ao preço dos ativos, o que desencadeia um período de baixa.

  • Bullish vem do termo "bull market", que é usado no mundo financeiro quando o mercado está otimista em relação ao preço dos ativos.