Paper Wallet

Paper wallet é um pedaço de papel onde estão escritas as chaves pública e privada que compõem a sua carteira digital. Ela também chamada de carteira de papel.

Mas, que é uma carteira digital? E uma chave privada?

Você pode pensar na carteira como o “local” onde estão armazenados seus ativos digitais, como se fosse um cofre ou a sua conta bancária.

A chave privada é um conjunto de letras e números ou de palavras. Seria o “equivalente” a senha do banco ou do cofre. É muito importante manter em mente que não há como acessar a carteira sem esse código, portanto ele deve ser guardado com cuidado – tanto para que ele não seja perdido quanto para que outros não o descubram.

Não é possível “adivinhar a senha” de uma carteira de Bitcoin, por exemplo, com a tecnologia que conhecemos. Para um hacker ter acesso a uma carteira como essa, ele precisa hackear o local onde a senha (chave privada) está armazenada.

Por exemplo: Julia baixou um vírus para seu computador e o hacker teve acesso ao arquivo onde estava a senha.

Como é impossível hackear um pedaço de papel, paper wallets são uma boa opção no quesito segurança. Elas também não estão sujeitas a falhas de hardware.

Armazenamento

Como estamos falando de um pedaço de papel, os cuidados são bem simples: cuidar para que ele não seja rasgado, molhado e etc. Também é importante fazer cópias para backups.

Como criar uma paper wallet de Bitcoin?

Altcoins também possuem carteiras de papel, mas vamos nos focar na mais famosa das criptomoedas, o Bitcoin.

O primeiro passo é garantir que você está usando um dispositivo seguro, e é recomendável utilizar o sistema operacional Linux.

Vá até o site https://www.bitaddress.org. Ele vai pedir para você mexer seu mouse de forma aleatória até a barra de carregamento completar 100%. Isso faz parte da segurança da criação das chaves. Todo o processo pode ser feito offline.

Quando a barra de carregamento tiver atingido 100%, você já pode imprimir sua carteira clicando em “print”. Ou então, se você quiser uma arte bonita na carteira de papel ou criar mais carteiras de uma vez, clique na aba “paper wallet”. Essa aba te dá a opção de gerar mais carteiras em “addresses to generate” (endereços a serem gerados).

Evite usar a chave privada de uma paper wallet mais que uma vez. Você pode enviar fundos para ela quantas vezes quiser, usando a chave pública, mas é recomendável retirar fundos apenas uma vez.

  • BTFD vem do inglês "Buy the F*cking Dip". É basicamente uma forma agressiva de recomendação de compra quando o mercado está em queda.

  • Um application-specific integrated circuit (ASIC), que quer dizer circuito integrado específico de aplicação (ASIC), é um hardware, um equipamento, projetado para a mineração de uma criptomoeda.

  • Blockchain é um registro aberto (todos podem conferir) e imutável de dados, os quais podem ou não incluir transações.

  • Fee

    Fee significa "taxa" em português, no contexto de cripto, são as taxas de transação das criptomoedas.

  • Os Cypherpunks são ativistas digitais focados na privacidade e segurança de ativos digitais. Utilizam a criptografia como sua principal ferramenta.

  • OBV

    OBV (On Balance Volume) é um indicador de análise técnica que relaciona volume com variações de preço.

  • Baleia é nada mais do que uma forma de denominar uma pessoa que é dona de uma grande quantia de ativos.

  • Em criptomoedas, fork é uma atualização no protocolo de um moeda. No inglês, o significado é "bifurcação" e é exatamente isso que acontece.

  • Uma altcoin é toda e qualquer moeda que não seja o Bitcoin. "Alt" vem de alternative (que inglês significa alternativo).

  • Uma Hot Wallet, ou “carteira quente”, é uma carteira conectada a internet. São amplamente usadas, mas oferecem menor segurança que as Cold Wallets.