Token Swap

Um Swap de tokens é um termo que pode se referir a duas coisas: transferência de ativos digitais de uma blockchain para outra blockchain ou simplesmente troca de um ativo digital por outro.

O primeiro geralmente ocorre quando um projeto utiliza uma blockchain para arrecadar fundos e depois transfere seus tokens para a sua própria blockchain. Foi isto que aconteceu com a EOS, por exemplo.

O segundo é simplesmente trocar um ativo digital diretamente por outro: como quando uma pessoa vai a uma um site de compra e venda de criptomoedas, comumente chamado exchange ou corretora, e troca Bitcoin por Ethereum.

Nesse texto, iremos nos focar nessa segunda definição.

Como funciona?

Como mencionado, a ideia é que o investidor possa trocar diretamente ativo A por ativo B.

Por exemplo, se você algum dia quiser trocar algumas unidades da criptomoeda Compound (COMP) por unidades de Zilliqa (ZIL) vai perceber que existem poucas exchanges onde isso é possível. Poucas trabalham com as duas.

Então, você provavelmente teria que seguir o passo-a-passo que será descrito a seguir.

Primeiramente, você teria que vender COMP por outra criptomoeda mais conhecida ou por dinheiro estatal em uma exchange. Vamos supor que você optou por trocar COMP por Bitcoin.

Depois, você iria transferir seus bitcoins para uma exchange que trabalha com ZIL e fazer a troca de Bitcoin por ZIL.

Está bem claro que este processo é longo – e é também ineficaz em termos de custo. Para executar essa troca, você teria que pagar taxas de transação pelo menos duas vezes.

Além disso, é impossível avaliar como a volatilidade dos preços pode afetar a rentabilidade da operação. Ou seja: entre todo o tempo de converter COMP em outra moeda, para depois mandar as unidades dessa moeda para a outra exchange e então adquirir ZIL, talvez o preço da ZIL tenha se alterado e nem seja mais atrativo para você. Lembre-se de que os preços dos ativos criptográficos costumam ser voláteis.

É justamente para evitar todos esses inconvenientes que exchanges, carteiras de moedas digitais e diversas plataformas possibilitam que ativos sejam trocados direta e instantaneamente.  Tudo o que você precisa fazer é informar a quantia que deseja trocar, qual ativo você deseja adquirir e a cotação que te interessa.

Essencialmente, o que esse tipo de serviço traz à mesa é simplicidade, rapidez, acessibilidade e segurança.

  • Dump, ou despejo em português, é um termo usado para designar uma queda abrupta no preço de um ativo

  • A volatilidade é uma variável econômica que se refere a intensidade das oscilações no preço de um determinado ativo dentro de um período te tempo.

  • Cold storage, ou armazenamento frio em português, é um termo usado para descrever sistemas de armazenamento de criptomoedas off-line.

  • Em criptomoedas, fork é uma atualização no protocolo de um moeda. No inglês, o significado é "bifurcação" e é exatamente isso que acontece.

  • Mining rig ou “plataforma de mineração” é um equipamento ou um arranjo de equipamentos feito para minerar criptomoedas.

  • Market cap é a quantidade de dinheiro que custaria para comprar todas as unidades existentes de um determinado ativo.

  • O soft fork é uma mudança no protocolo de uma criptomoeda que é compatível com versões anteriores. Usualmente são alterações simples.

  • AMM é uma sigla para Automated Market Maker, (em português, Criador de Mercado Automatizado). É um “robô” que faz a cotação entre dois ativos

  • TVL

    O Total Value Locked (TVL), ou em português, Valor Total Bloqueado, é a quantidade de fundos que usuários depositaram em uma plataforma DeFi.

  • Vitalik Buterin é co-criador e inventor da Ethereum, a 2° maior criptomoeda do mundo em termos de capitalização de mercado.