Entre 2018 e 2020, houve um grande boom de inovações no mercado das criptomoedas. Alguns exemplos que podem ser citados são os projetos de stablecoins, que têm se popularizado cada vez mais, e as altcoins, criptos que surgem como uma alternativa às tão conhecidas Bitcoin e Ethereum.

No caso dessas últimas, as altcoins, uma que vem tendo grande destaque é a Nuls. E não é à toa, pois como eles mesmos afirmam: por ali, o céu não é o limite. E sabe por quê? Simples, porque a base do projeto beira a perfeição, já que é um combinado de microsserviços, testes de tempo, construído para ter velocidade e fácil manutenção.

Interessante demais, não é mesmo?

No artigo de hoje, nós vamos explicar um pouco mais sobre a Nuls, como e por que ela surgiu, se vale a pena investir e muito mais. Acompanhe! 

O que é NULS?

A Nuls é um projeto de blockchain adaptável open-source e voltada para empresas que oferecem microsserviços a desenvolvedores.

Assim como diversas outras blockchains, a Nuls também busca resolver diferentes problemas enfrentados por essa tecnologia, como baixa escalabilidade e velocidade de transações. E por ter uma estrutura única dentro desse universo, parece que vem obtendo sucesso.

A blockchain criada pela empresa é composta por um design de duas partes de módulos funcionais e microkernels, os quais irão fornecer um mecanismo de rede subjacente e recursos compartimentados para o blockchain. 

Mas o que isso significa? Basicamente, que a escalabilidade e a segurança proporcionadas vão operar ao mesmo tempo em que a alta coesão e as práticas de programação de baixo acoplamento.

Outro ponto interessante é que essa blockchain é totalmente adaptável, o que significa que a adição ou remoção de módulos pode ser feita a qualquer instante.

Por que a NULS foi criada?

Antes de tudo, a Nuls é uma resposta direta às limitações que boa parte das blockchains tradicionais possuem. E isso só foi possível porque seus fundadores, Jason Zhang, Lily Wang e Reaper Ran, mesmo sem ter experiência na área, não desistiram do projeto e estudaram os códigos para conseguirem implementar na prática a ideia que tinham.

Formada por profissionais de TI extremamente talentosos, a equipe da Nuls, baseada principalmente na Cingapura, desenvolveu rapidamente a plataforma, o que chamou bastante a atenção da comunidade cripto. Além disso, a equipe também percebeu uma escassez de profissionais proficientes em blockchain e, por essa razão, resolveu investir no desenvolvimento de pessoas para esse mercado.

Diante de todo esse cenário, pode-se dizer que a Nuls é focada, principalmente, em tornar a tecnologia blockchain muito mais acessível para as empresas e também para os desenvolvedores, seja para ser usada ou para ser construída.

O que difere a Nuls de outras criptomoedas?

Com certeza você já ouviu falar nos consensos Proof of Work (PoW) e Proof of Staking (PoS), correto? Mas e Proof of Credit (PoC), você sabe o que é? Pois é ele a principal diferença dessa plataforma para as outras.

Com o PoC, subcadeias podem substituir os módulos funcionais da blockchain conforme seja necessário, o que possibilita que as regras dessas subcadeias sejam definidas pelos próprios usuários.

Com funcionamento semelhante ao PoS, o mecanismo PoC exige que os usuários deixem bloqueada uma certa quantidade de tokens NULS para que um nó seja executado na rede. Essa quantidade é definida pela própria comunidade e, caso alguém queira interromper um nó e ter acesso instantâneo aos seus NULS, é totalmente possível.

Quais as vantagens da NULS?

Toda criptomoeda possui determinadas vantagens perante outras – e o mesmo acontece com a Nuls.

Conheça algumas:

Fácil de Usar

A Nuls desenvolveu uma solução capaz de auxiliar qualquer empresa a criar sua própria blockchain em  minutos: a NULS ChainBox. Com ela, qualquer barreira técnica é eliminada e faz, automaticamente, que mais pessoas se interessem pela tecnologia, pois percebem que seu mecanismo não precisa ser complexo.

Adaptável a Imensos cenários de aplicação

As camadas modulares disponibilizadas na plataforma da Nuls podem ser utilizadas em todo tipo de aplicação: smart contracts, DeFi, criação de várias cadeias dentro de blocos e assim por diante.

Alta performance

Como um dos problemas mais críticos das blockchains é a sua velocidade, a Nuls desenvolveu a Chain Factory, um elemento capaz de validar transações rapidamente – e o melhor, sem deixar de usar as outras cadeias que estejam baseadas nela.

Blockchain de 3ª geração

Pelo fato da 1ª geração de blockchains focar em transações financeiras e, a 2ª geração, possibilitar o desenvolvimento de aplicações além das finanças, a 3ª geração consegue atingir um novo patamar: a interoperabilidade entre redes.

Classificada como uma blockchain dessa 3ª geração, a Nuls permite que desenvolvedores tenham acesso a um enorme conjunto de módulos, capazes de serem combinados de todas as formas possíveis. Por ser o único com esse design adaptável, com certeza a empresa se destaca com relação às outras.

Sistema de distribuição para Tokens

A Nuls criou um sistema de recompensa chamado “Stake Coin Output” (SCO), que foi projetado para permitir que os usuários da NULS participem e ganhem novos tokens de projetos que estão sendo construídos utilizando sua blockchain.

A ideia, de acordo com a Nuls, é ter novos projetos de blockchain avaliando o entusiasmo da comunidade por participação, fornecendo tokens para os apoiadores – tudo sem recorrer a mecanismos de arrecadação de fundos e distribuição de tokens, como ICOs ou IEOs.

Qual o fornecimento da NULS?

A equipe da Nuls evitou um ICO e o token NULS destina-se a ajudar a promover todo o ecossistema. Além de ser usado para taxas de transação e recompensar mineradores, também será usado para apoiar o desenvolvimento futuro do projeto, para alimentar ativos digitais das subcadeias, pagar custos e dar suporte a projetos baseados em Nuls. 

Em vez de executar um ICO, o suprimento da NULS foi distribuído em quatro partes:

40 milhões de tokens, ou 40% do fornecimento inicial, foram lançados aos usuários. Outros 20%, ou 20 milhões de tokens, foram reservados para o desenvolvimento da Nuls. Esses tokens são desbloqueados a uma taxa de 5% ou 1 milhão por mês ao longo de 20 meses.

Outros 20% dos tokens foram reservados para o desenvolvimento da comunidade, com não mais de 4 milhões desses tokens a serem usados ​​por ano. E, finalmente, 20% dos tokens foram reservados para o desenvolvimento de parcerias comerciais e para apoiar o desenvolvimento de projetos Nuls da comunidade, com não mais de 4 milhões de tokens a serem usados por ano.

Além do fornecimento inicial de 100 milhões de moedas, haverá mais 5 milhões de NULS cunhados a cada ano por meio do consenso de Proof of Credit (PoC). Eles serão usados ​​para recompensar os mineradores, proteger e manter a rede saudável.

O suprimento circulante atual está em torno de 111.000.000 de NULS, com seu fornecimento total máximo em 210.000.000.

Quanto vale 1 Nuls?

Com relação a valores, 1 NULS, hoje, está custando R$ 2,45.

Nuls vale a pena?

Como a Nuls tem como objetivo simplificar o desenvolvimento e a adesão de blockchains, muitos projetos já têm se beneficiado da solução que a plataforma entrega, como Binance, PancakeSwap, Egoras e várias outras.

Sabendo disso, a confiança das pessoas com relação ao projeto aumenta e, consequentemente, os investimentos na cripto também.

Mas não se esqueça: estudar um ativo digital antes de colocar dinheiro nele é imprescindível, visto que sua volatilidade é grande.

Gráfico e cotação da Nuls

Acompanhe a cotação e gráfico da NULS em tempo real por meio deste link.

Como e onde comprar Nuls (NULS)?

Por estar presente há algum tempo no mercado de criptomoedas, você pode adquirir NULS nas principais exchanges do país – inclusive aqui na Monnos.

Em nossa plataforma, para comprar esse token, você só precisa seguir 4 passos:

1 – Baixar o app (Android | Apple);

2 – Fazer um cadastro em menos de 5 minutos;

3 – Depositar uma quantidade de dinheiro (em real ou em cripto);

4 – Começar a negociar essa e outras mais de 80 moedas!

Em qual carteira posso guardar Nuls?

A equipe da Nuls e a sua comunidade técnica desenvolveram carteiras próprias para que seus usuários pudessem guardar os tokens em segurança. 

No entanto, é possível guardá-los em carteiras de terceiros também, tais como:

– Nerve Wallet;

– Nuls Web Wallet;

– Nuls Desktop Wallet;

– Trust Wallet;

– MetaMask.

Conclusão

Se você nunca tinha ouvido falar na Nuls, com certeza vai começar a prestar mais atenção nela a partir de agora. Afinal, um projeto que se foca em tornar o blockchain mais acessível a todos merece destaque, certo?

Em nosso blog, além deste artigo, você encontra vários outros e sobre as mais diferentes criptomoedas existentes. Então, que tal dar uma olhada e conferir o que tem por lá? É só acessar o link: monnos.com/br/blog

Posts Relacionados