Altcoin

Todas as criptomoedas que são uma alternativa ao Bitcoin, são chamadas de Altcoins. O “Alt” vem de alternative (em inglês), que significa alternativo. Já o termo “coin” se traduz para moeda. Ou seja, são moedas alternativas em sua tradução literal e no seu significado.

Quantas altcoins existem?

Apenas no Coinmarketcap, há mais de 10 mil altcoins cadastradas globalmente. Na Monnos, nós temos quase 100 ativos para negociação. O maior portfólio de criptomoedas entre as corretoras brasileiras.

Quais são as altcoins mais populares?

Com base na capitalização de mercado no momento que esse artigo está sendo escrito, as mais populares são: Ethereum, Tether, USD Coin, BNB, XRP, BUSD, Cardano, Solana e Dogecoin. Mas é importante que a capitalização de mercado muda conforme o cenário de mercado. Recomendamos sempre olhar o Coinmarketcap para ter essa informação atualizada.

Nós também fizemos um artigo sobre as 9 criptomoedas mais promissoras para 2022, vale a pena conferir!

Existem diferentes tipos de altcoins?

Sim, as criptomoedas são classificas em diversas categorias: DeFi, Fan tokens, NFTs, Storage, Metaverso e muito mais.

Qual é o tamanho do mercado das altcoins?

Em maio de 2o22, a capitalização total do mercado de cripto é de aproximadamente US$ 1 trilhão e 250 bilhões de dólares. Desse valor, US$ 550 bilhões são do Bitcoin e todo o resto são das altcoins.

Novamente, essa é uma informação que você pode conferir no Coinmarketcap.

  • Bitcointalk.org é um fórum público fundado por Satoshi Nakamoto, o criador do Bitcoin, em 22 de novembro de 2009.

  • FUD

    FUD vem do inglês "Fear, Uncertainty, and Doubt". Ou seja, Medo, Incerteza e Dúvida. Usualmente é usada para descrever notícias negativas no mercado.

  • Um token é uma criptomoeda criada dentro de uma blockchain já existente. Diversos ativos pode ser tokenizados: ações, arte e muito mais.

  • Uma Hot Wallet, ou “carteira quente”, é uma carteira conectada a internet. São amplamente usadas, mas oferecem menor segurança que as Cold Wallets.

  • Bull trap se refere a um cenário em que vários investidores preveem uma tendência de alta para um ou mais ativos, mas ocorre o oposto.

  • OBV

    OBV (On Balance Volume) é um indicador de análise técnica que relaciona volume com variações de preço.

  • Day trade é uma estratégia arrojada, consiste em comprar um ativo na baixa e vender na alta no mesmo dia, buscando lucro de curto prazo.

  • Testemunha Segregada (SegWit) refere-se a uma mudança, uma atualização, na maneira como as transações de Bitcoin são feitas.

  • A hash rate, também conhecida como hash power, é parte fundamental de qualquer cripto que possui consenso de proof-of-work, como o Bitcoin.

  • Um hash é conhecido como uma função que transforma dados de tamanho arbitrários para dados de tamanho fixo e menores.