FIAT

Dinheiro fiat, ou fiduciário, é o dinheiro estatal. No Brasil, é o real. Em Portugal, é o euro.

A maioria dos países obriga os cidadãos a aceitar ou até manter suas reservas financeiras em dinheiro fiat, por isso ele também é chamado de moeda de curso forçado.

Houve uma época em que as notas de papel utilizadas eram lastreadas em ouro e outros metais. Depois, as notas passaram a não ter esse lastro.

No caso dos Estados Unidos, o governo chegou a proibir os cidadãos de possuir certas quantidades de ouro e fazer trocas usando o metal.

A Ordem Executiva 6102, assinada em 1933 pelo então presidente Franklin D. Roosevelt, determinou que todos os cidadãos estadunidenses deveriam entregar seu ouro ao Federal Reserve Bank, o banco central dos EUA.

Desde então, a quantidade de dólares circulando só tem crescido. No ano 2000, a quantidade de dólares circulando nos Estados Unidos era cerca de 600 trilhões. No ano 2020, era de 1.800 trilhões.

O futuro

As pessoas passaram a utilizar notas e moedas sem qualquer lastro, e são obrigadas a aceitar tal coisa por causa da legislação. Ao mesmo tempo, governos tem uma tendência a “imprimir dinheiro” para cobrir seus gastos.

Nó, brasileiros, temos o nome Collor como lembrança de quem é o verdadeiro dono dos reais que temos no banco.

Já se fala em “real digital” e outras moedas estatais em formato digital. A adoção completa de uma moeda digital estatal significaria um nível de controle sobre compras e vendas que daria inveja a qualquer ditador do século XX.

E o que o Bitcoin tem a ver com isso?

O Bitcoin é uma alternativa para proteção do seu patrimônio.

– Por motivos matemáticos e computacionais, haverá apenas 21 milhões de unidades disponíveis no mundo todo.

– Apenas você tem acesso a sua carteira, mediante uso de sua chave privada.

– A transferência de uma carteira para outra pode ser feita sem intermediários. Isso significa que você pode enviar dinheiro para algum parente seu em outro país sem a burocracia de um swift bancário. Carregar criptomoedas de um local para outro

  • Day trade é uma estratégia arrojada, consiste em comprar um ativo na baixa e vender na alta no mesmo dia, buscando lucro de curto prazo.

  • Cat bounce (“quique do gato”) é o nome dado a pequenas “subidas” no preço dos ativos mesmo que, no panorama geral, estejam se desvalorizando.

  • TVL

    O Total Value Locked (TVL), ou em português, Valor Total Bloqueado, é a quantidade de fundos que usuários depositaram em uma plataforma DeFi.

  • Exchanges, também chamadas de corretoras de criptomoedas, são sites onde pessoas compram e vendem criptomoedas e tokens.

  • Cold storage, ou armazenamento frio em português, é um termo usado para descrever sistemas de armazenamento de criptomoedas off-line.

  • A volatilidade é uma variável econômica que se refere a intensidade das oscilações no preço de um determinado ativo dentro de um período te tempo.

  • Uma Hot Wallet, ou “carteira quente”, é uma carteira conectada a internet. São amplamente usadas, mas oferecem menor segurança que as Cold Wallets.

  • Blockchain é um registro aberto (todos podem conferir) e imutável de dados, os quais podem ou não incluir transações.

  • Baleia é nada mais do que uma forma de denominar uma pessoa que é dona de uma grande quantia de ativos.

  • O mempool é onde as transações válidas na rede do Bitcoin aguardam a sua confirmação. Quanto maior o mempool, maior o congestionamento.